domingo, 8 de agosto de 2010

JORGE ELIAS NETO: POEMA

(Luiza Maciel Nogueira)

NO ENTORNO

“O homem é um ser para a morte”
Martin Heidegger

No entorno havia pensamentos.

Nada que se diga terá serventia
quando grudado no casco dos cavalos de ferro.

Espertas são as samambaias
que sobrevivem na eflorescência das pedras
(aproveitam a verticalidade dos muros
onde não pisam os homens).

Ocupemo-nos da fuligem...

Enquanto tivermos pulmões para
soprar as pétalas
exerceremos o ofício temerário de
celebrar a vida.

No entorno existe uma
carência desesperada de gestos.

Do livro Rascunhos do absurdo

Um comentário: