sábado, 9 de março de 2013

OMAR KHAYYAM: POEMA




Rubai 9

 

 

Eu considero vil o coração

 Que, sendo incapaz de amar, não pode

 Conhecer o delírio da paixão,

 O amor brutal que explode

 Em chamas

 E nem o beijo — essa divina

 Esmola.

 Se não amas

 És indigno do Sol que te ilumina

 E da Lua que à noite te consola.

 

 

Trad. Ivo Barroso

 


 

Um comentário:

  1. Bem, aí tem o selo do grande Ivo Barroso.

    Solha

    ResponderExcluir